O Partido dos Trabalhadores da cidade de São Paulo realizou, nesta sexta (15) e sábado (16), o 20° Encontro Municipal que elegeu Jilmar Tatto o pré-candidato do PT que disputará as eleições municipais de 2020.
Secretário Nacional de Comunicação do PT, Jilmar foi eleito com 312 votos (51,23%) de um total de 610 votos de delegados (as) representados pelos 37 diretórios zonais, membros da direção municipal, coordenadores e secretarias setoriais.

Foram realizados 14 debates presenciais durante o processo de prévias que foi suspenso após a pandemia do Coronavírus. O 20°Encontro Municipal de Definição de Candidaturas foi realizado virtualmente seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de acordo com a resolução aprovada pelo PT nacional.

O presidente do Diretório Municipal do PT- São Paulo, Laércio Ribeiro iniciou o anúncio do resultado agradecendo todos envolvidos neste processo. Lembrou dos pré-candidatos que retiraram suas candidaturas, mas que estiveram desde o início do processo Carlos Zarattini, Eduardo Suplicy, Kika da Silva, Nabil Bonduki e Paulo Teixeira.

O processo eleitoral deste sábado contou com a participação dos pré-candidatos Alexandre Padilha e Jilmar Tatto. O deputado federal Alexandre Padilha teve 297 votos que representa 48,77% do total.

Padilha lembrou que Jilmar Tatto teve um papel fundamental na campanha dele quando foi candidato a governador do estado de São Paulo em (2014) e destacou: “Jilmar se você já tinha certeza, agora pode ter absoluta certeza de unidade”.
Jilmar Tatto agradeceu Alexandre Padilha e ressaltou que foi uma honra passar por esse processo ao lado dele. “Quero parabenizar pela forma como sempre agiu e dizer que estamos juntos e vamos seguir juntos para levar o PT de volta à prefeitura de SP!”, disse ele.

“Vamos fazer um esforço danado para construir uma política de alianças, buscar os setores progressistas da cidade para fazer com que os setores democráticos possam estar conosco, na luta pelo #ForaBolsonaro, mas temos um grande patrimônio: nossa militância”, reforçou Jilmar Tatto.

A trajetória de Jilmar Tatto

Jilmar Tatto é secretário Nacional de Comunicação do PT e tem dirigido a implantação da TVPT em todo Brasil além do canal nacional, além de outras medidas que tem auxiliado as direções estaduais e municipais no enfrentamento à pandemia, como a disponibilização de ferramentas e expertise para reuniões e atos virtuais. É Mestre e atualmente doutorando pela Poli USP.

Filiado ao PT desde 1981, foi eleito presidente do diretório municipal paulistano, em 1995. Eleito deputado estadual em 1998, sendo o segundo candidato mais votado da bancada.
Em janeiro de 2001, assumiu a secretaria Municipal do Abastecimento (SEMAB) na gestão de Marta Suplicy, quando implantou num curto espaço de tempo uma alimentação adequada para os estudantes de toda a rede municipal de ensino, conhecido como “almoço e janta”.

Conseguiu reduzir os valores dos contratos de fornecimento de leite para o programa Leve-leite que encontravam-se com superfaturamento, trazendo uma economia de R$ 22 milhões por ano à Prefeitura. Criou o banco de alimentos do municí­pio e reestruturou as feiras livres. Iniciou o processo de recuperação e modernização do mercado municipal. Foi responsável pela criação do Conselho Municipal de Alimentação e Nutrição.

Em sua gestão houve redução dos preços dos alimentos nos chamados “sacolões da Prefeitura”.

Em 2002, virou Secretário da Implementação das Subprefeituras ainda na gestão Marta. Foi quando a antiga divisão em administrações regionais, criada em 1965, foi substituída pelas 31 Subprefeituras organizadas em distritos, com a aprovação da Lei nº 13.399/2002 na Câmara Municipal, precedida por audiências públicas, debates na mídia e reuniões com organizações e lideranças da sociedade civil.

Ainda em 2002, Jilmar é nomeado secretário de Transportes, quando foi implantado o sistema integrado de transporte em São Paulo. Implantou corredores de ônibus e as linhas foram reordenadas. Os passageiros passaram a usar o Bilhete Único (sistema de bilhetagem eletrônica) pagando apenas o valor de uma passagem no período de duas horas.
Em 2004, Jilmar assumiu interinamente a Secretaria de Governo, período em que Marta Suplicy disputou a reeleição para a Prefeitura de São Paulo.

Elegeu-se em 2006 e 2010, obtendo a segunda maior votação no estado e a melhor votação na cidade de São Paulo. Nesse período foi líder da bancada do PT, ainda no governo Lula. Foi membro do Parlamento do Mercosul e presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico e Comércio na Câmara.

Em 2013, foi nomeado secretário de Transportes de Fernando Haddad, quando implantou mais de 400 km de ciclovias, 400 km de faixas exclusivas de ônibus. Criou as linhas noturnas, colocou wifi e ar condicionado nos ônibus. Também inovou com o Bilhete Único Mensal, Semanal e Diário.

Atuou diretamente em projetos reconhecidos internacionalmente, como a Paulista Aberta, criou o conselho municipal de transportes paritário, regulamentou o uso de aplicativos de transporte privado, como Uber e 99, diminuiu a velocidade das marginais, reduzindo em 35% as mortes naquele período.

Implantou, em 2015, o passe livre para alunos do ensino fundamental e médio da rede pública, de universidade pública com renda familiar per capta de até R$ 1.182 e de universidade privada beneficiários do Prouni, Fies, Bolsa Universidade ou Cotas Sociais.

Por PT de São Paulo

CAMPANHA PREFEITO: JILMAR TATTO E VICE: ZARATTINI - PT
CNPJ: 38.639.000/0001-09

FacebookTwitterEmailFacebook Messenger