Jilmar Tatto é candidato do PT à prefeitura de São Paulo, secretário Nacional de Comunicação do PT e tem dirigido a implantação da TVPT em todo Brasil além do canal nacional, além de outras medidas que tem auxiliado as direções estaduais e municipais no enfrentamento à pandemia, como a disponibilização de ferramentas e expertise para reuniões e atos virtuais. É Mestre e atualmente doutorando pela Poli USP.

Filiado ao PT desde 1981, foi eleito presidente do diretório municipal paulistano, em 1995. Eleito deputado estadual em 1998, sendo o segundo candidato mais votado da bancada.

 

Em janeiro de 2001, assumiu a secretaria Municipal do Abastecimento (SEMAB) na gestão de Marta Suplicy, quando implantou num curto espaço de tempo uma alimentação adequada para os estudantes de toda a rede municipal de ensino, conhecido como “almoço e janta”.

 

 

HISTÓRIA

Sua infância se deu basicamente numa realidade social precária e cresceu na periferia paulistana.

Conseguiu reduzir os valores dos contratos de fornecimento de leite para o programa Leve-leite que encontravam-se com superfaturamento, trazendo uma economia de R$ 22 milhões por ano à Prefeitura. Criou o banco de alimentos do municí­pio e reestruturou as feiras livres. Iniciou o processo de recuperação e modernização do mercado municipal. Foi responsável pela criação do Conselho Municipal de Alimentação e Nutrição.

Em sua gestão houve redução dos preços dos alimentos nos chamados “sacolões da Prefeitura”.

Em 2002, virou Secretário da Implementação das Subprefeituras ainda na gestão Marta. Foi quando a antiga divisão em administrações regionais, criada em 1965, foi substituída pelas 31 Subprefeituras organizadas em distritos, com a aprovação da Lei nº 13.399/2002 na Câmara Municipal, precedida por audiências públicas, debates na mídia e reuniões com organizações e lideranças da sociedade civil.

Ainda em 2002, Jilmar é nomeado secretário de Transportes, quando foi implantado o sistema integrado de transporte em São Paulo. Implantou corredores de ônibus e as linhas foram reordenadas. Os passageiros passaram a usar o Bilhete Único (sistema de bilhetagem eletrônica) pagando apenas o valor de uma passagem no período de duas horas.
Em 2004, Jilmar assumiu interinamente a Secretaria de Governo, período em que Marta Suplicy disputou a reeleição para a Prefeitura de São Paulo.

 

Em 2013, foi nomeado secretário de Transportes de Fernando Haddad, quando implantou mais de 400 km de ciclovias, 400 km de faixas exclusivas de ônibus. Criou as linhas noturnas, colocou wifi e ar condicionado nos ônibus. Também inovou com o Bilhete Único Mensal, Semanal e Diário.

Elegeu-se em 2006 e 2010, obtendo a segunda maior votação no estado e a melhor votação na cidade de São Paulo. Nesse período foi líder da bancada do PT, ainda no governo Lula. Foi membro do Parlamento do Mercosul e presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico e Comércio na Câmara.

Em 2013, foi nomeado secretário de Transportes de Fernando Haddad, quando implantou mais de 400 km de ciclovias, 400 km de faixas exclusivas de ônibus. Criou as linhas noturnas, colocou wifi e ar condicionado nos ônibus. Também inovou com o Bilhete Único Mensal, Semanal e Diário.

Atuou diretamente em projetos reconhecidos internacionalmente, como a Paulista Aberta, criou o conselho municipal de transportes paritário, regulamentou o uso de aplicativos de transporte privado, como Uber e 99, diminuiu a velocidade das marginais, reduzindo em 35% as mortes naquele período.

Implantou, em 2015, o passe livre para alunos do ensino fundamental e médio da rede pública, de universidade pública com renda familiar per capta de até R$ 1.182 e de universidade privada beneficiários do Prouni, Fies, Bolsa Universidade ou Cotas Sociais.

 

CAMPANHA PREFEITO: JILMAR TATTO E VICE: ZARATTINI - PT
CNPJ: 38.639.000/0001-09

FacebookTwitterEmailFacebook Messenger