O pré-candidato do PT a prefeito, Jilmar Tatto, concedeu entrevista na noite de quarta-feira (22) aos jornalistas Kiko Nogueira e Pedro Zambarda do portal Diário do Centro do Mundo. Por uma hora, o petista falou sobre como pretende reconstruir a cidade no pós-pandemia – para ele, será preciso acabar com o jeito de governar colocado em prática pela atual gestão.

Tatto também explicou porque o Partido dos Trabalhadores é o único capaz de tirar a capital da crise. “Deixamos um legado indiscutível. Não há um bairro na cidade que não tenha uma base forte do partido”.

Novo jeito de governar

 

Quem achar que vai governar a cidade de SP como sempre governou está enganado. O mundo é outro, a cidade é outra e eu acredito muito nessa reinvenção. A capital tem uma capacidade enorme para criar novas oportunidades. O orçamento municipal é muito alto, só precisa ser bem gerenciado.

Força do PT

 

O PT é um partido de chegada. Se você andar pela cidade vai ver o quanto fizemos pela cidade. Não tem um bairro que o PT não esteja organizado. E o legado é indiscutível. Entregamos muitas das mais importantes obras já feitas. E o PT também tem experiência e isso faz a diferença.

Falta educação

 

As mães estão desesperadas com a volta às aulas, assim como os professores e funcionários que trabalham nas unidades de ensino. Todas as autoridades sanitárias falam que é um absurdo, mas o prefeito não quer saber e vai colocar todo mundo em risco novamente.

Quem tem mais, paga mais

 

Vamos implantar o IPTU progressivo em SP. Os bilionários precisam pagar. Os bancos cobram uma taxa que arrecada 70 bilhões só numa taxa. É quase todo o orçamento da cidade.

Menos Doria, mais periferia

 

A mansão do Doria não pode pagar o mesmo IPTU do que uma casa da Cidade Tiradentes, no Grajaú, em Paralheiros, no Capão Redondo. Essa desigualdade tem que diminuir, mas é preciso ter política para isso

Atuação da PM

 

É o prefeito que tem a obrigação de conhecer a cidade. É um absurdo que toda ação da PM no território que pertence ao município seja feita sem diálogo com a prefeitura. Não dá para aceitar mais essas ações que a PM faz todos os dias na periferia enquanto o prefeito fica dizendo: “não é comigo”

Violência contra mulher

 

Aumentou em 53% o número de casos de violência contra a mulher durante a pandemia. Eu conversei com um ex-coronel da GCM e ele me disse: a guarda só acompanha de casos por decisão judicial. Ou seja, ela não atua na prevenção. Como pode você receber uma denúncia e não agir rapidamente? Temos que acabar imediatamente com isso.

Fronteiras com outras cidades

 

Onde o poder público menos aparece são nas divisas. São áreas com pouca oferta de saúde, educação, segurança. Nós temos que fazer uma integração maior com outras cidades da região metropolitana e articular com outros prefeitos e com o estado para evitar problemas que atingem a todos como enchentes e falta de transporte.

Da Redação

CAMPANHA PREFEITO: JILMAR TATTO E VICE: ZARATTINI - PT
CNPJ: 38.639.000/0001-09

FacebookTwitterEmailFacebook Messenger