Durante o evento que ocorrerá neste sábado (26) na quadra do Sindicato dos Bancários, no centro, será entregue o Manifesto do Direito à Moradia e à Cidade com Jilmar Tatto. Devido à pandemia, a plenária presencial terá o limite de 500 pessoas em um espaço que cabe 5 mil.

Para o coordenador do setorial municipal de habitação do PT São Paulo, Sidnei Pita, a pandemia potencializou os problemas sociais já existentes e a questão habitacional se tornou ainda mais urgente. “Vivemos um momento de grandes retrocessos com o governo Bolsonaro, Dória e Bruno Covas. Os governos anteriores do PT mostraram avanços importantes no quesito habitacional e Jilmar Tatto ouviu os movimentos de moradia e incluiu no seu plano de governo compromisso com o setor”, afirma Sidnei.

O manifesto destaca que a pré-candidatura de Jilmar representa a retomada da produção de habitação e garantia de ações e políticas públicas na cidade, paralisadas na desastrosa gestão do PSDB de Dória – Covas.

“Temos que ter a compreensão que a cidade ficará mais desigual depois da pandemia. É um período longo que interfere em todas as áreas, sobretudo na questão da moradia. Nós temos que ter instrumentos legais para notificar esses proprietários para que a propriedade tenha uso social. O movimento de moradia é forte, tem história, é articulado. E isso será fundamental para que a gente dê início a um novo modelo de habitação na cidade”, avalia Tatto.

Informações:

Plenária da Moradia com Jilmar Tatto
26 de setembro (sábado), às 16 horas
Quadra do Sindicato dos Bancários
Rua Tabatinguera, 192 – próximo ao metrô Sé

Por PT-SP

CAMPANHA PREFEITO: JILMAR TATTO E VICE: ZARATTINI - PT
CNPJ: 38.639.000/0001-09

FacebookTwitterEmailFacebook Messenger