O candidato Mamãe Falei agora vai ter que se explicar à Justiça as acusações que fez a Jilmar Tatto durante debate promovido pela ConectTV na segunda (26) – o deputado voltou a caluniar o candidato petista no dia seguinte, em evento semelhante promovido pelo jornal Diário de São Paulo.

O deputado do Patriota entrou na mira do Ministério Público Eleitoral que solicitou à Polícia Federal investigação pelo crime de calúnia. O candidato de internet, que é ligado ao também investigado grupo MBL, ainda insinuou ofensas à família De Jilmar Tatto. “Lave a sua boca antes de falar da minha família e falar de mim. Tenha respeito. Você como deputado não fez nada por São Paulo. Meça suas palavras. Não venha colocar suspeição na vida dos outros”, respondeu o candidato petista no debate.

Após o evento, Tatto voltou a repreender a conduta do adversário e disse que teve que andar com colete à prova de balas durante o período que foi secretário de Transportes (2003-2004) na gestão Marta Suplicy (PT). “Você sabe o que eu passei, cara? Para fazer essa porra funcionar no transporte? E aí vem você aqui, eu nunca te vi, entendeu? E fala um monte de merda para cima de mim, cara? Eu funciono desse jeito, com sinceridade, com paixão. É isso que eu tô te cobrando, sabe? Você tem que conhecer a minha história, cara”, disse.

Da Redação com informações da Folha de S. Paulo

 

CAMPANHA PREFEITO: JILMAR TATTO E VICE: ZARATTINI - PT
CNPJ: 38.639.000/0001-09

FacebookTwitterEmailFacebook Messenger