Dirigente nacional do PT, parlamentar quer debater tática eleitoral com militância paulista e fazer balanço dos 6 meses do governo Lula

A sede do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo, na capital paulista, será o palco da primeira grande plenária realizada pelo mandato do Deputado Federal Jilmar Tatto. O objetivo do evento é debater com a militância paulista a tática eleitoral para 2024, bem como fazer um balanço dos 6 primeiros meses do terceiro mandato de Lula.

Com a recente instauração do Grupo de Trabalho Eleitoral nacional pelo PT (GTE), Tatto, que também compõe o grupo, acredita ser necessário iniciar o diálogo imediato com a militância nas bases. “No plano nacional, vamos definir diretrizes, mas é no âmbito local que será dada a disputa. Nada mais lógico debater com as pessoas que irão às ruas defender nossas candidaturas no ano que vem”.

Secretário Nacional de Comunicação do PT, Jilmar Tatto tem enfatizado a necessidade de que as alianças e nomes escolhidos para as disputas majoritárias devem ser debatidos sem celeridade, buscando a construção de um arco amplo de aliados que garantam competitividade eleitoral, em especial capitais e cidades acima de 200 mil habitantes.

“Não podemos ter pressa. É natural que nomes dispontem e que lideranças façam suas defesas, mas é preciso avaliar as conjunturas locais e as alianças que nossos adversários estão buscando fazer”, avalia o parlamentar paulista, que ainda completa: “o bolsonarismo e a extrema direita ainda são forças competitivas nas urnas. Precisamos construir projetos que atraiam o centro”.

Outra preocupação corrente é o fortalecimento do PT. “Enquanto dirigente nacional, defendo a construção de alianças que fortaleçam nosso partido e que estejam com o PT em 2026. Qualquer definição precipitada, pode ter impacto negativo mais para a frente”.

6 meses Governo Lula

A plenária também trará um balanço sucinto dos 6 primeiros meses do governo Lula e as perspectivas para o futuro. “Conseguimos colocar o país nos trilhos novamente. Evidente que ainda tem muito por fazer, mas desemprego e inflação estão retraindo, fazendo com o que o povo volte a sonhar com uma vida melhor. Agora é fazer com que o presidente do Banco Central diminua os juros abusivos que atrapalham nossa economia”, conclui Tatto.


FacebookTwitterEmailFacebook Messenger