Para o Secretário de Comunicação Social da casa, é fundamental ter uma TV interativa que torne público o debate legislativo em todas suas vertentes ideológicas

Na semana em que comemorou 25 anos, a TV Câmara ganha de presente a marca de 1 milhão de inscritos em seu canal no YouTube. Sob o comando de Jilmar Tatto, deputado federal (PT-SP), a emissora é hoje uma das referências internacionais em acompanhamento de votações no Parlamento. O seu modelo de transmissão ao vivo com interação é pioneiro.

Para o Tatto, o número de assinantes é uma demonstração que se está no caminho certo e que as pessoas estão entendendo a importância de acompanhar o trabalho dos parlamentares. “A TV Câmara possibilita o povo brasileiro a entender o que se passa no Legislativo. Ela é a síntese do povo brasileiro. Por isso que nós temos que valorizar a TV Câmara e os profissionais envolvidos”, afirma o secretário de Comunicação Social.

A TV Câmara hoje é transmitida em sinal aberto em 2400 municípios, chegando para 123 milhões de pessoas, quase 60% da população brasileira. Além de estar em todo o território nacional por parabólicas e operadoras de TV por assinatura. De acordo com o parlamentar petista, a sua gestão está focada em ampliar cada vez mais para que o canal chegue em todos os municípios brasileiros. “Estamos conversando com as Câmaras Municipais e Assembleias Legislativas que ainda não têm o sinal para possibilitarmos o licenciamento e acesso. Com a inclusão da TV Câmara a população sai ganhando e acompanha de perto tudo que acontece no dia a dia na Câmara”, declara.

A íntegra das sessões é distribuída diariamente via fibra óptica para as maiores emissoras públicas e privadas do país. A TV Câmara também fornece material gravado em outros suportes para as emissoras que ainda não possuem conexão com a Câmara.  Desde 2012, a TV Câmara realiza a cobertura jornalística de maneira integrada aos outros veículos da Secretaria de Comunicação da Câmara. Agência, Rádio, Mídias Sociais e TV compartilham esforços e atuam de forma articulada para produzir conteúdo multiplataforma sobre as atividades parlamentares.

Segundo Tatto, em uma sociedade democrática é preciso ter disponibilidade de informações plurais e seguras deve ocorrer com frequência, sendo esta a função da emissora pública. “A TV Câmara tem o papel de informar, estabelecer diálogos, promover o debate público e a prestação de serviços”, diz o secretário.

A emissora está presente no canal aberto e pode ser assistida via satélite por antena parabólica e por serviços de assinatura.

TV PTSAT

Nesse aspecto de ampliar o acesso e a comunicação, Jilmar Tatto, como secretário de Comunicação do PT Nacional, articulou a criação da TV PSAT, TV via satélite digital sintonizada no canal 1313. “O partido vai montar uma programação que traga, além do jornal diário, transmissões dos discursos de Lula, documentários, conteúdos de formação política, cultura, entre outros”, declara o deputado.

É uma iniciativa inédita no país que, segundo Tatto, para auxiliar nossa militância a fazer a disputa nas bases, acompanhar as notícias do partido, dos parlamentares petistas e aprofundar o debate político.

 


FacebookTwitterEmailFacebook Messenger