Os números são alarmantes: a São Paulo administrada por Bruno e Doria viu aumentar em 50% o número de pessoas vivendo nas ruas. Hoje, já são mais de 33 mil (número que a Prefeitura tenta esconder) cidadãos e cidadãs abandonados pela gestão catastrófica dos tucanos. Mas nem tudo está perdido: a partir do ano que vem, Jilmar Tatto colocará em prática uma série de medidas que causarão impacto imediato nas políticas de acolhimento a essa camada da população.

A exemplo do que tem ocorrido ao longo desta campanha, o candidato petista mais uma vez é o único a apresentar um projeto claro, o maior já feito por um candidato a prefeito, para reverter o desastroso cenário em curso. Por meio de carta de compromisso, lançada oficialmente nesta sexta (16), Tatto explica o que fará em defesa da população de rua.

O ato, organizado pelos Movimento Pop Rua, Movimento Estadual das Pessoas em Situação de Rua de SP, Sindicato dos Bancários, MST e Fórum da Cidade, consolida a enorme distância entre o petista e os demais candidatos – que ignoraram o convite para participar do evento.

Na carta, Tatto explica como fará a implementação de políticas públicas capazes de oferecer condições dignas de vida às pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo. Pontos como “abolir o caráter higienista das políticas voltadas às pessoas em situação de rua” e o “fortalecimento da política de redução de danos e inclusão social por meio do Programa De Braços Abertos” são alguns dos destaques. .

Relembre o que já fizemos:

• Trabalho e Educação: criação do Pronatec PopRua e parcerias com Senai e Senac para a oferta de cursos profissionalizantes para poprua; criação do POT PopRua;

• Habitação: início das obras do Empreendimento Asdrúbal do Nascimento II, o primeiro empreendimento de Locação Social exclusivo para a poprua, com 34 unidades habitacionais;

• Assistência Social: criação do Autonomia em Foco, um centro de acolhida que possui quartos individualizados e que trabalha a autonomia da pessoa; expansão de Centros Pop, Núcleos de Convivência e rede de acolhimento.

• Saúde: expansão das equipes de Consultório na Rua e inauguração das UOMs (Unidades Odontológicas Móveis);

• Cultura e Direitos Humanos: diversos projetos, como o Direitos Humanos nos Viadutos, Projeto Oficinas, Diálogo Social, Calendário Minha São Paulo 2016, Exposições e cotas sociais nos espetáculos do Theatro Municipal;

• Zeladoria Urbana: publicação do Decreto 57.069/16, que dispõe sobre os procedimentos e o tratamento à população em situação de rua durante a realização de ações de zeladoria urbana;

• De Braços Abertos: criação de um programa de redução de danos pautado pela habitação, trabalho, saúde, assistência social e direitos humanos.

Leia a carta na íntegra:

201015_JOB299_TATTO_cartapoprua-ASSINADA (1)_compressed

Da Redação

CAMPANHA PREFEITO: JILMAR TATTO E VICE: ZARATTINI - PT
CNPJ: 38.639.000/0001-09

FacebookTwitterEmailFacebook Messenger