Quando professores e professoras se unem para defender determinada causa, é como se uma das frases mais célebres do patrono Paulo Freire se materializasse: “Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”. Este é o grito que um grupo formado por mais de 200 docentes do ensino superior quer dar ao escolher Jilmar Tatto como o nome certo para barrar o atual desmonte da categoria e reestruturá-la a partir do ano que vem.

Em manifesto lançado na noite desta quinta-feira (26), nomes de peso da educação pública do país vieram a público para apresentar os argumentos que os fizeram declarar apoio ao pré-candidato petista. “De todos os seus concorrentes quem mais paixão tem por SP é você”, resumiu o professor e ex-ministro da Educação Fernando Haddad. Ana Estela, também professora e companheira de Haddad, completou: “A gestão Haddad teve algumas marcas importantes e algumas delas deixadas feitas por Tatto”.

Tatto, cujo plano de governo para a educação (assim como para todas as outras áreas) tem sido construído de forma coletiva, justificou o apoio recebido ao reiterar o seu compromisso com o setor. “Agradeço esse manifesto, agradeço empenho de todos os pesquisadores, os profissionais da educação. Eu sei da minha responsabilidade, nós vamos ter que fazer muitos convênios com as universidades do estado de São Paulo, tanto a USP, como outras universidades.

“Vamos ter que recuperar a educação na cidade de São Paulo, principalmente nesse processo de terceirização que acontece na saúde, mas acontece também na educação, sendo uma educação inclusiva, uma educação onde a comunidade possa efetivamente participar, valorizar os profissionais de educação”, concluiu o pré-candidato.

O que os professores e professoras disseram sobre Tatto:

Fernando Haddad, professor da USP e do INSPER:

Tudo que você olhar tem a marca do PT. Em todas as áreas deixamos alguma obra importante. Ganhamos prêmios internacionais com o Plano Diretor.  Nas três gestões do PT, deixamos um legado incomparável. Você é um cara que tem um amor por essa cidade que precisa ser reconhecido. De todos os seus concorrentes quem mais paixão tem por SP é você.

Ana Estela Haddad, professora da USP:

Eu tenho muito orgulho de fazer parte desse grupo que apoia a pré-candidatura de Tatto. Quero deixar meu testemunho de ter acompanhado a trajetória do Jilmar Tatto, quando foi secretário de Transportes, seu desempenho em vários aspectos como gestor, por ter criado uma marca. A gestão Haddad teve algumas marcas importantes e algumas delas deixadas feitas por Tatto

Eduardo Suplicy, vereador e professor da FGV:

Ao ouvir a sua reflexão sobre a importância da educação pública e dos CEUs eu gostaria de deixar registrado que a nossa luta já tem sido muito forte, principalmente contra a volta às aulas. Em nome dos professores, reforço todo o meu apoio à sua pré-candidatura.

Laércio Ribeiro, presidente municipal do PT:

Eu só tenho a agradecer, como presidente do PT municipal, todo esse processo de construção coletiva do nosso plano de governo. É essa marca que vamos deixar nessa trajetória do Jilmar. Temos que delegar protagonismo a quem entende de cada área e o que estamos fazendo aqui com os professores é justamente isso.

Ramatis Jacino, professor da UFABC:

Essa é uma iniciativa autônoma de professores e professoras que aderiram de maneira espontânea o apoio a Jilmar Tatto. Eles compreendem que a volta do PT à Prefeitura de São Paulo é fundamental para a categoria. E pelo que conhece da cidade e por sua experiência, Tatto é o melhor nome para colocar em prática esse projeto.

Nabil Bonduk, professor da USP:

Toda a política de democratizar o viário da cidade mostrou o compromisso do Jilmar com as mudanças estruturais em São Paulo. Esse trabalho iniciado por ele foi extremamente importante, mas ainda está em curso. E o projeto que ele apresenta para a capital mostra que ele é o caminho para essa continuidade.

Alexandre Padilha, deputado federal e professor da UNINOVE:

O grande desafio é fazer a nacionalização do debate durante o processo eleitoral. As nossas vitórias sempre foram construídas a partir de um discurso que unia todos os pré-candidatos e pré-candidatas tendo como base o modo petista de governar. Vamos vencer colocando a defesa da vida no centro do debate para voltar a governar SP.

Luiz Carlos Gomes, professor aposentado:

Você com 16 anos frequentava o Diretório Estadual. Eu lembro de você desde aquela época. Toda a sua família dedicada ao PT. Com 30 anos, já era presidente do DM, fato que demonstra a sua dedicação à nossa causa, que é causa também da esquerda brasileira.

Everaldo Andrade, professor da USP:

O PT e Jilmar Tatto é o caminho para derrubar a direita aqui na capital. Direita que sempre quis destruir o ensino público. O PT é o ponto de resistência. As universidades públicas estão sofrendo muito com os ataques do governo Doria, que já confiscou R$ 1 bilhão das instituições. O projeto que apresentamos aqui contempla todas as nossas lutas, inclusive para concretizar o sonho de a capital ter uma universidade municipal.

Mauro Scarpinatti, ex-professor da UNINOVE:

Esse grupo que estamos formando mostra o tamanho do nosso esforço para recuperar a educação pública na cidade. Mas é muito importante que a gente dialogue também com as universidades privadas, que é onde estuda quem vive nas periferias, justamente o público com o qual Jilmar tem afinidade e priorizará caso eleito.

Selma Rocha, professora da USP:

A disposição do Jilmar de pensar a educação pública na cidade de São Paulo (e não apenas nas instituições públicas) é algo precioso para nós. A grande batalha é assegurar minimamente as políticas municipais para a educação, da infantil à universidade. Isso envolve o futuro da cidade e o fato de Jillmar querer lutar em também âmbito estadual e federal, fazendo articulação política, é muito importante.

Bárbara Corrales, do Diretório Municipal do PT:

Esse programa está sendo feita de forma coletiva, com 33 grupos de trabalho que se dedicam aos mais variados temas. Há mais de 1100 pessoas contribuindo com esse plano de governo. A contribuição dos professores está integrada a esse plano e isso mostra como Jilmar Tatto e o PT pensam tudo de forma coletiva.

Agostinho, professor do Instituto Federal: 

Tenho muito orgulho de trazer esse apoio ao Jilmar Tatto porque ele representa um projeto do qual já fui diretamente beneficiado. Meu primeiro emprego como professor foi num Telecentro, que é herança do PT, e hoje trabalho no Instituto Federal, outro legado deixado pelo partido. Para mim, ver um plano de governo escrito de forma coletiva e ouvindo os profissionais de educação, eu me sinto muito representado.

 

Assista ao lançamento na íntegra: 

Da Redação

CAMPANHA PREFEITO: JILMAR TATTO E VICE: ZARATTINI - PT
CNPJ: 38.639.000/0001-09

FacebookTwitterEmailFacebook Messenger